O Terminal Multicargas (T-MULT) do Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense, movimentou mais de 655 mil toneladas, ao longo do ano de 2018. Este número representa um aumento de 16% em relação ao registrado no ano passado e 12 vezes mais do que o movimentado em 2016, quando o terminal foi inaugurado.

As informações foram divulgadas na última semana pela empresa que administra o porto.

Ainda durante o último ano, o T-MULT recebeu mais de 22 mil carretas e 22 embarcações, operando 7 produtos diferentes para um total de 15 clientes, o dobro do atendido no ano anterior. Além disso, o terminal atingiu níveis internacionais de produtividade, com um recorde de descarregamento de cerca de 22 mil ton/dia, também de acordo com a empresa que administra o porto.

Segundo o Diretor de Operações da Porto do Açu, Ideraldo Goulart, os números refletem os avanços do Terminal Multicargas e o consolidam como uma excelente opção para a importação e exportação de produtos:

“Os resultados do T-MULT são muito satisfatórios. Temos ampliado os tipos de cargas movimentadas e os clientes atendidos. Fechamos 2018 superando os anos anteriores e já começamos 2019 com o pé direito, somando 136 mil toneladas movimentadas, até agora”, afirmou o executivo.

Em sua última operação de 2018, durante uma movimentação de coque (um tipo de combustível), o T-MULT recebeu o terceiro navio tipo Panamax da história do terminal. Cerca de 29 mil toneladas de carga foram descarregadas e serão expedidas para Minas Gerais. Neste ano, mais dois navios de coque já foram recebidos, além de outras duas embarcações carregadas de carvão e carga de projeto.

Sobre o Terminal Multicargas

O Terminal Multicargas movimenta coque, carvão, bauxita, gipsita, carga geral e de projetos, além de ter autorização para operar qualquer tipo de graneis sólidos e veículos, segundo a empresa, que informou também que está desenvolvendo um projeto para criar a infraestrutura necessária para movimentação de contêineres.

Com 160 mil m² de área alfandegada, o T-MULT tem 14,5 metros de profundidade e está homologado para receber embarcações com calado de até 13,1 metros. Conta também com 500 metros de cais, sendo 340 metros operacionais.

Fonte: G1

Deixe uma resposta