Indústria naval pede investimento em frota brasileira

0

Em carta aos presidenciáveis, sindicato do setor alerta para os gastos com navios estrangeiros para carga.

O Sinaval (Sindicato Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore) vai apresentar aos presidenciáveis pedido de apoio para a formação de uma marinha mercante brasileira. O pedido consta de carta aos candidatos. A Marinha Mercante é formada pela frota de navios usados para o transporte marítimo de carga.

Hoje, no Brasil, esse setor tem predominância estrangeira e é fonte de despesas na balança de serviços do país. Na carta a ser entregue nos próximos dias e obtida em primeira mão pela Folha, o setor alerta que o país pagou em seis anos US$ 7,7 bilhões em afretamentos de navios de bandeira estrangeira. O valor equivale ao preço de 50 navios no país.

A capacidade brasileira de transporte é mínima. A carta tem o objetivo de obter compromissos dos candidatos com a recuperação do setor e com avanços. Apesar da retomada, os estaleiros brasileiros possuem hoje apenas 300 encomendas em carteira. “O mundo tem 8.000 navios em construção”, compara o Sinaval.

Para ler esta matéria na íntegra, acesse o Blog do Favre

Por Wilson Bonicenha

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta