Shell planeja vender seus blocos no offshore brasileiro

0

A Big Oil Anglo-holandesa Shell revelou ontem seus planos para vender a sua participação em quatro blocos offshore brasileiro, incluindo um campo na grande região de águas profundas do pré-sal.

A empresa disse que venderia suas participações no BS-4, BM-S-8, BM-S-45 e BM-ES-28 blocos.

Os projetos incluem também investimentos pela estatal brasileira Petrobras, a Chevron nos Estados Unidos, a portuguesa Galp e a mineradora brasileira Vale, informou a Reuters.

“Shell reafirma que continua a ver o Brasil como uma área chave para a exploração e produção”, disse a companhia em um comunicado enviado por email. “Esta iniciativa não tem qualquer impacto sobre a nossa visão para o futuro crescimento e desenvolvimento da Shell no país.”

A ação da Shell vem enquanto o governo busca a aprovação do Congresso para reformar as leis do país do petróleo para aumentar o controle estatal da riqueza de petróleo recém-descoberto no Brasil.


Veja o vídeo da Shell sobre Parque das Conchas:

A Shell também se diversificou em biocombustíveis no Brasil, buscando um ponto de apoio na produção de etanol em um dos maiores produtores de combustível.

A empresa detém 20% do bloco BM-S-8, na região do pré-sal, que inclui a descoberta do Campo “Bem-Te-Vi”.

Analistas acreditam que a área poed ter reservas estimadas de 50 a 100 bilhões de barris de petróleo.

A Shell tem 15 blocos no Brasil, incluindo o Parque das Conchas e os Campos de Bijupirá e Salema, que já estão em produção.

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

  1. Minha sonda no momento fura um poço no bloco “Gato do Mato” para a Shell. E o que ouvimos da empresa é que até agora são 15 poços a serem furados na região do pré sal, ao longo dos próximos anos.

Deixe uma resposta