Apagão de mão de obra só se combate com qualificação

0

Na disputa pelo emprego em Suape sai na dianteira quem aposta na qualificação profissional. Em Pernambuco, a falta de capacitação para ocupar vários cargos tem relegado aos trabalhadores locais (em sua maioria) apenas vagas de nível básico na construção civil dos empreendimentos. O apagão de mão de obra – percebido em todo o País – também tem obrigado o Brasil a abrir a porta para estrangeiros e a repatriar brasileiros que estavam no exterior. Um exemplo recente foi a contratação, pelo Estaleiro Atlântico Sul, de 120 soldadores decasséguis que atuavam no Japão.

“Nossos jovens precisam se qualificar para ocupar os cargos técnicos e de nível superior. Só para efeito de ilustração, entre 2007 e 2009 realizamos 21 mil capacitações de nível básico contra apenas 1,6 mil habilitações técnicas”, compara o diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Pernambuco, Antônio Carlos Maranhão.

Até o próximo dia 26, o Senai está com inscrições abertas para o processo seletivo de cursos gratuitos, que serão ministrados a partir do próximo ano. São oferecidas 2.392 vagas em diversas especializações, em oito escolas da instituição. Os interessados em se qualificar para as oportunidades em Suape podem procurar os cursos das escolas do Cabo de Santo Agostinho, Santo Amaro e Água Fria (ver quadro). Os cursos serão oferecidos em duas entradas (fevereiro e julho) e podem participar jovens com até 21 anos de idade para os cursos diurnos e de até 24 anos para os noturnos. Os candidatos precisam estar cursando o 1º ou 2º ano do ensino médio em 2011. Metade das vagas será destinada a alunos de escolas públicas e a taxa de inscrição custa R$ 15.

Para ler esta matéria na íntegra, acesse Porto Gente

Por Felipe Vasconcelos

1 COMENTÁRIO

  1. Uma das principais missões de uma empresa deve ser a de desenvolver o local aonde esta se localiza.
    Acho que o próprio estaleiro deveria investir em qualificação, como acredito que já faça, pois isso agrega um valor incalculável ao mesmo.
    Desenvolve o local, gera emprego e renda, promovendo desenvolvimento humano.

  2. Olá Rodrigo cintra novo Aqui no seu portal marítimo, venho acompanhando ele pela comunidade da transocean no orkut, e gostaria de saber se você teria mais informações sobre essa falta de mão de obra em Pernambuco? Se teria um contato para envio de curriculo, Sou qualificado com todos os cursos de solda, e sou Técnico em Mecânico Industrial (CREA). Alem de outros cursos.

    Aguardo sua resposta.

  3. Obrigado pelo contato, irei me cadastrar sim, estou sempre de olho em suas publicações no portal, obrigado e se deus quiser irei conseguir sim.

    Abraço!!

  4. ala boa tarde esto muito enteresado por uma vaga me ajuda trabalho como eletrecista procuro algo mais na minha vida preciso crese nao aguento mais sobreviver presiso viver si poder mi ajudar serei grato

Deixe uma resposta