Embarcação da época das Bandeiras é encontrada em Porto Feliz / SP

0

Barco tem características de um batelão utilizado por bandeirantes. Porto Feliz era ponto de partida de bandeiras para Cuiabá.

Uma embarcação que pode ter mais de 300 anos foi encontrada na semana passada, em um afluente do rio Tietê, em Porto Feliz, região de Sorocaba, a 112 quilômetros da capital. Nesta segunda-feira, o trabalho de retirada do rio foi concluído. O barco tem as características de um batelão utilizado pelos bandeirantes, durante o período das monções. Com 8,40 metros e pesando 2 toneladas, a embarcação foi feita com o tronco de um tipo de árvore que nem existiria mais na região.

Partida de Bandeirantes para uma Monção, em 1897

O historiador Jonas Soares de Souza, de Itu, foi chamado para fazer uma primeira avaliação. A embarcação foi encaminhada para a Secretaria de Obras de Porto Feliz, onde está sendo limpa. A Prefeitura da Porto Feliz estuda a possibilidade de colocar a peça em exposição no museu das Monções, localizado na cidade.

Possível embarcação tem cerca de 8 metros de comprimento

A possibilidade de que seja uma embarcação usada pelos bandeirantes é muito grande, porque era de Porto Feliz que os bandeirantes partiam em direção a Cuiabá, Mato Grosso, em busca de ouro.

As monções foram expedições fluviais que, entre a segunda década do século XVIII e a primeira metade do século XIX, mantiveram as comunicações entre a capitania de São Paulo e a capitania de Mato Grosso. Elas tiveram um papel importantíssimo na colonização da região Centro-Oeste. Essas expedições começaram no ano de 1718, quando o bandeirante Pascoal Moreira Cabral descobriu ouro nas proximidades onde hoje se encontra Cuiabá. A notícia se espalhou e uma verdadeira corrida ao ouro teve início.

Monumento a Pascoal Moreira Cabral, localizado na Praça dos Bandeirantes em Cuiabá/MT

Essas expedições acabaram se tornando regulares. Elas passaram a ter objetivo comercial e militar. A viagem entre São Paulo e Mato Grosso era complicada e levava no mínimo cinco meses. A partir de Araritaguaba (atual Porto Feliz), no rio Tietê, chegava-se ao rio Paraná, depois ao rio Pardo, aos afluentes do rio Paraguai, ao rio São Lourenço e, finalmente, ao rio Cuiabá. Nos trechos encachoeirados todos desembarcavam, arrastando as numerosas canoas ou puxando-as com cordas.

Com as informações, o Jornal O Globo

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta