Rapidinhas do dia

0

Leia algumas notícias muito importantes para a Marinha Mercante e a Indústria Offshore.

Porto em São Gonçalo Jornal O Dia:

“A Petrobras anunciou oficialmente ontem a construção de um porto em São Gonçalo. O anúncio foi feito na Rio Oil & gas 2010 — principal evento do setor na América Latina. A construção do porto, antecipada pelo DIA em maio, é para atender o Complexo Petroquímico do Rio (Comperj), segundo destacou o diretor de Abastecimento e Refino da estatal, Paulo Roberto Costa. O Porto de Itaoca será responsável por um aumento de 50% no Produto Interno Bruto (PIB) do município e peça fundamental para geração 40 mil empregos pelo Comperj na região. O porto será um dos maiores do País, com capacidade para atracar sete navios de grande porte. A obra será financiada pela Petrobras, que precisava de um “atalho” via mar para transportar equipamentos e material para a construção do complexo petroquímico diretamente do mar para estrada exclusiva de 22 km.”

Rio Oil & Gas já começa quebrando record – Portal Fator

“O Rio é a capital do petróleo”, afirmou o presidente em exercício da Petrobras, Paulo Roberto Costa, depois de dizer que a Offshore Technology Conference (OTC), feira realizada em Houston, nos Estados Unidos, deveria ser realizada na cidade no Rio, sob a organização do IBP. A 15ª edição da Rio Oil & Gas iniciou no dia 13 de setembro (segunda-feira), no RioCentro, e já bateu diversos recordes de participação e público. Na cerimônia de abertura, o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), João Carlos de Luca, afirmou que, até sábado, foram contabilizadas 20 mil inscrições para a exposição e que são esperados 40 mil visitantes até a quinta-feira [16/09], quando terminará o evento.

Subsea 7 e seu projeto em Paranaguá – Correio do Litoral:

A polêmica sobre a competência do licenciamento ambiental não parece preocupar a Subsea 7, que vai se instalar na baía de Paranaguá, em Pontal do Paraná. A empresa de origem norueguesa pode investir R$ 100 milhões numa unidade para soldagem e embarque de tubos rígidos de aço para o pré-sal. O projeto aguarda decisão da justiça sobre qual o órgão deverá analisar o impacto que a empreendimento causará ao meio ambiente: o IAP (Instituto Ambiental do Paraná) ou o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). Segundo a empresa, todos os requisitos para o licenciamento foram atendidos no projeto. “O Parque de Construção Submarina do Paraná vai operar com tecnologia de ponta, sem geração de efluentes industriais e com impacto mínimo nos recursos naturais da região”, informa a empresa.

CEF e ANP fecham parceria para a Construção Naval –Portal Fator

A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) e a Caixa Econômica Federal (CEF) deram no dia 13 de setembro (segunda-feira), durante a Rio Oil & Gas Expo and Conference, o pontapé inicial para reforçar o desenvolvimento da Indústria Naval no Brasil. Em convênio de cooperação técnica assinado pelo diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), Haroldo Lima, e pela presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Ramos Coelho, ambas as entidades se comprometeram a fomentar ações e realizar investimentos no setor nos próximos anos. No caso da instituição financeira, o apoio seria por meio de financiamentos e oferta de produtos específicos. A Caixa Econômica possui um Fundo de Garantia para a Construção Naval (FGCN), criado com o objetivo de garantir o risco de crédito das operações de financiamento para construção ou produção de embarcações e o risco de performance do estaleiro brasileiro.

Governo vai licitar poço gigante no Pré-sal Estadão

O governo estima reservas potenciais de até 8 bilhões de barris de petróleo no poço de Libra, que está sendo perfurado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) com a Petrobrás, na Bacia de Santos. Se confirmada a expectativa, Libra disputará com Tupi o posto de maior descoberta mundial de petróleo dos últimos 20 anos. A área deve protagonizar o primeiro leilão de contratos de partilha do País, previsto para o primeiro semestre de 2011.A estimativa de reservas de Libra foi feita pela certificadora independente Gaffney Cline Associates (GCA), durante o trabalho de certificação de reservas que seriam vendidas à Petrobrás no processo de cessão onerosa. Segundo a diretora da ANP Magda Chambriard, a GCA chegou a um total de 7,9 bilhões de barris de óleo. O volume é preliminar e precisa ser confirmado pela perfuração de poços no local.

BP retoma perfuração de poço auxiliar para matar Macondo – Portal R7

A empresa petrolífera BP retomou nesta segunda-feira (13) as operações de perfuração do poço auxiliar que deve solucionar definitivamente o vazamento de petróleo no golfo do México. “As operações consistirão na perfuração e medições que guiarão a broca ao anel do poço”, explicou a petrolífera em comunicado. A BP tinha interrompido o trabalho devido a uma tempestade tropical no dia 10 de agosto, quando um dos poços auxiliares se encontrava a pouco mais de 1 m na horizontal e a 15 m na vertical do poço acidentado. Desde então, o reatamento das operações foi atrasado pelo mau tempo e por diferenças de opinião entre os cientistas sobre como fazer para consertar definitivamente o vazamento.

Por Rodrigo Cintra


Deixe uma resposta