Navios de fertilizante têm preferência para descarregar no Porto de Antonina

0

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) determinou ações complementares sobre o desembarque de fertilizantes. A ordem de serviço 148/2010, assinada pelo superintendente Mario Lobo Filho, prevê que navios carregados com este tipo de produto tenham atracação preferencial para iniciar a movimentação em Paranaguá e, assim que atingirem as condições operacionais de calado necessárias, completem a descarga do produto em Antonina.

O objetivo é dar agilidade às operações e diminuir o tempo de espera das embarcações, oferecendo alternativa que diminua os custos das empresas armadoras, donas dos navios, e dos importadores de fertilizante. Com isso, os usuários podem escolher entre esperar a vez em Paranaguá – para usar um dos dois berços que regularmente são exclusivos para a carga – ou usar um terceiro berço, em que teriam preferência de atracação, e apenas iniciar a movimentação no Porto de Paranaguá, concluindo a operação em Antonina.

Carregamento de fertilizantes

Segundo Lobo Filho, a medida terá validade até a realização das obras de dragagem, previstas para acontecerem até o fim do ano. “Daremos início à dragagem de manutenção do canal de acesso ao terminal da Ponta do Félix, em Antonina, assim que obtivermos a licença ambiental. Será estabelecida profundidade de 9,5 metros e, com isso, não será necessária a descarga inicial em Paranaguá”, explica o superintendente. Hoje, a profundidade no canal é de 7 metros e não permite a operação de navios cujo calado supere essa medida, como acontece quando estão com carga completa.

Para ler esta matéria na íntegra, acesse AEN Paraná

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta