Petróleo e Gás vão movimentar US$ 600 bi nos próximos 10 anos

0

Os setores de óleo e gás vão movimentar US$ 600 bilhões nos próximos dez anos. Bancos, seguradoras e escritórios de advocacia se mobilizam para disputar uma fatia do maior negócio da década.

A participação de empresas populares, como a Caixa, e sofisticadas, como a Air France, mostra como a injeção de recursos na cadeia produtiva do petróleo vem gerando oportunidades para o sistema financeiro.

“O petróleo será a atividade empresarial mais importante do Brasil e deverá movimentar US$ 600 bilhões nos próximos dez anos”, diz Edmilson dos Santos, professor da Universidade de São Paulo e especialista em energia.
Tanto capital aguça o apetite dos financistas. Bancos de investimento e seguradoras disputam profissionais especializados na indústria petrolífera e travam duelos pelos principais contratos

Na segunda-feira 13, o empresário Eike Batista anunciou uma venda de ações de suas empresas de mineração e logística para empresários sul-coreanos. Nos dias que se seguiram, correram fortes rumores de que investidores chineses poderiam aportar US$ 7 bilhões nas atividades petrolíferas de Batista

Nomes como Itaú BBA, BTG Pactual e Goldman Sachs, entre outros, mobilizam seus executivos para conquistar mandatos como esse e garantir comissões. A operação mais evidente é a capitalização da Petrobras, que poderá movimentar US$ 75 bilhões e que começou na segunda-feira 13.

A espanhola Repsol, a australiana Karoon e a brasileira HRT já pediram autorização à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para lançar ações na bolsa. Elas não divulgaram quanto pretendem captar, mas suas necessidades de recursos para investimento e capital de giro atingirão bilhões de dólares nos próximos dez anos

Para ler esta matéria na íntegra, acesse o site Isto É Dinheiro


Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta