Rapidinhas… Atenção Jornalistas: Petróleo é inflamável, OK?

0

Hoje elas, de rápidas, só têm o nome mesmo. Tem Jornalista (?!) querendo fazer a mistura bombástica Petróleo + Carreira. Se não fizer isso direito, vai dar incêndio… Se não der incêndio, a pressão vai aumentar e não vai ter BOP que segure esse “blow-out”.

1- A Transpetro informou em nota à Imprensa que por volta das 15 horas foi controlado o vazamento de gasolina do duto Osvat 22, na área rural do município de Mogi das Cruzes (SP). Incrivelmente, como não poderia deixar de ser em nosso país, já estão querendo tirar proveito político do ocorrido. Este colunista deixa clara sua ENORME DECEPÇÃO com a classe política, mais uma vez. A Política no Brasil é que nem o Kinder Ovo, pena que as surpresas são sempre desagradáveis… fazer o quê?

2- Investidores pessoas físicas aderiram em massa à mega oferta de ações da Petrobras, com prazo de reserva encerrado ontem. Com base nas cotações de fechamento da Bolsa da Valores de São Paulo, a capitalização pode somar R$ 132 bilhões — a maior de todos os tempos realizada no mundo. Com tanto acionista estrangeiro e com as ações tendendo a dar um substancial lucro tanto no curto quanto no longo prazo, este ignorante, com o perdão da palavra, colunista que vos escreve acha que, apesar de toda a pirotecnia envolvendo esta capitalização, há que se atentar, para não termos uma “farra” com os papéis da Peroba. Digo isso porque a desvalorização no ano já foi de 28% e só temos mais meio ano para recuperarmos isso, o que acho IMPOSSÍVEL. O preço das ações da Petrobras será definido em reunião do Conselho de Administração que acontece hoje. No entanto, a ata só será divulgada na sexta-feira, o que me faz esperar uma decisão mais político-eleitoreira (vou registrar este neologismo) do que Corporativa. Vamos ver no que vai dar…

3-  Rússia negocia com o Brasil para dar uma “mordidinha” no pré-sal. A maior empresa de gás natural do mundo, a russa Gazprom, negocia com o Governo para vir para o Brasil. A idéia vai além da exploração do gás, envolvendo também a comercialização. Com a scrise que assolou o mundo (aquela da “marolinha” do Lula), Brasil e Ásia são prioridades da empresa. Outras empresas russas, como a Zarubezhneft e a Power Machines também estão entre as que participam das negociações. Andrew Neff, analista da IHS Energy, entidade com sede em Washington, deu a seguinte declaração: “A Rússia empresta sua reputação, enquanto a iniciativa permite que o Brasil mostre que está se abrindo, sempre em seu termos e condições”. É… Na Praça Mauá há profissionais que também se abrem, até  menos que o Brasil… Não confundamos NEGOCIAÇÃO com NEGOCIATA. Em época de Eleições, nesse país, “dois mais dois insiste em dar 7…”

4- Todo mundo agora adora falar em Transporte Modal e Intermodal… Cabotagem e Petróleo são os assuntos do momento. É impressionante a quantidade de Jornalista que tenta, mas escreve besteira sobre a nossa atividade (quer dizer, PARTE de nossa atividade). Sobre Marinha Mercante e Transporte Modal, Cabotagem, essas coisas, há bastante besteira, mas sobre Petróleo… O assunto Petróleo “tira onda” na net e nos Jornais. Um dias desses uma colega nossa do Portal IG me ligou para pedir informações e tudo o que eu falava era rebatido pela “Expert” em Marinha Mercante e Offshore mas, nesse caso, era para falar sobre petróleo. De cara ela tem aquela visão de boa parte de nosso Povo, típica de países que passaram por Ditadura Militar: A Petrobras “é o que há” e as empresas privadas são um lixo… Basicamente, essa era a visão dela. Tenho que rir e lamentar. Logo depois, veio a interdição da P-33 e P-35. Ou seja, o Contexto Offshore deu a resposta a ela. Quero saber de alguma unidade de empresa privada que tenha sido interditada por algo parecido… Aguardo a “pesquisa de campo” e as matérias dos “experts” no offshore. Depois, ao ler a coluna dela, pude ver quão expert ela é. O pior é que, com um veículo de comunicação nas mãos com esse alcance, aquilo torna-se verdade e aí, meus amigos, Bombordo vira Boreste, Proa vira Popa e Quilha vira Tijupá. Até o BOP, no qual eu vivo “me ferrando” a bordo, equipamento complicadíssimo, ganhou novos “entendidos” no assunto, após o incidendte com a Deepwater Horizon. Sobre BOP, é pior. Há pouco tempo uma “profissional” de Imprensa me disse o seguinte: Rodrigo, eu já li a respeito e pôxa, aquilo é só uma válvula. Engraçado, mas triste. Realmente, o BOP é um tipo de válvula de segurança, mas será que  a colega tem alguma noção das dimensões desta válvula e, naquele caso da Horizon, que era um BOP submerso, será que ela faz idéia de como a válvula é acionada, controlada, etc? Será que ela já viu um BOP “em cima” como dizemos a bordo, passando por manutenção e o quanto os profissionais de Subsea “se arrebentam” de trabalhar nele? Será que ela já viu um Subsea Engineer vestido com seu Tyvec e coberto de lama, fazendo a manutenção do BOP? É… pelo visto… NÃO! Será que ela sabe o que é “Kill line”, “Choke Manifold”, “Diverter”, “Well Control”, “Koomey Unit” etc, etc e etc? Pergunta retórica, queridos leitores. Claro que não sabe. Como se já não bastasse a nossa querida Assessora de Imprensa, que fez fama em nosso site na Rio Oil & Gas (não menciono a empresa porque  a empresa é simplesmente FANTÁSTICA, não merecendo tal profissional), agora vêm os Jornalistas (?!) ávidos por notícias, por “vender jornal” ou por “ter acessos”. Jornalista sabe de tudo! São os “bam-bam-bans.”.. Ainda bem que o nosso querido Marcus Lotfi me avisou: “Cintra, conheço os meus…” Fica aqui o convite aos “Jornalistas”. Quando quiserem informações mais complexas sobre nossa atividade, procurem um profissional marítimo ou offshore para ajudar vocês, e não somente para colocarem o nome deles nas matérias, ok? A propósito, Petróleo é inflamável, ok? Se colocar uma carreira de jornalista, um pouco de Petróleo e colocar fogo, “vai dar uma lenha”….

5- Russos II – Um representante do governo da Rússia disse nesta quarta-feira que o país pretende comprovar, até 2013, que uma área de mais de um milhão de quilômetros quadrados no Ártico faz parte de seu território, em meio a uma corrida com outros países pelo controle dos recursos minerais na região. Estima-se que a região do Pólo Norte guarde cerca de 25% das reservas mundiais de petróleo e gás natural, e esses países, que têm territórios próximos ao Ártico, ainda não alcançaram um consenso sobre como dividir a área. A Rússia anunciou recentemente que deve gastar US$ 64 milhões em pesquisa para comprovar seu direito sobre a Cordilheira de Lomonosov. A área pode ter mais de 75 bilhões de barris de petróleo, mais do que o total das reservas atuais do país. Segundo a ONU, uma nação costeira tem direito exclusivo de exploração de recursos naturais acima ou abaixo do mar até 200 milhas náuticas (370 km) além do seu país.

6- Hoje é celebrado o Dia Marítimo Mundial! Parabéns a todos os colegas que labutam no mar. Nosso país deve reconhecimento a todos nós. No Brasil, a comemoração do Dia Marítimo Mundial de 2010 será realizada hoje, dia 23 de setembro, no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA). Durante o evento estão programadas as leituras da Mensagem do Secretário-Geral da IMO abordando o tema “2010: Ano do Marítimo” e da Ordem do Dia da Diretoria de Portos e Costas, seguindo-se a aposição floral no busto de Irineu Evangelista de Souza, Visconde de Mauá, Patrono da Marinha Mercante Brasileira. A cerimônia será presidida pelo Comandante da Marinha que é a Autoridade Marítima Brasileira, e contará com as presenças de ex-Ministros e ex-Comandantes da Marinha e de inúmeras autoridades representativas da Comunidade Marítima. O PortalMarítimo estará lá.

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta