Novo porto de Manaus combaterá falta de opções logísticas no Amazonas

0

Para combater a escassa oferta portuária atual, a construção de um novo porto público em Manaus é necessária e tende a mudar o rumo logístico do Amazonas. A opinião é da coordenadora de Estudos Econômicos e Empresariais da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Ana Maria Souza. Ela falou sobre o projeto anunciado pela Secretaria de Portos (SEP).

“Hoje, a oferta portuária para atender as empresas do Polo Industrial de Manaus é escassa, o que eleva o custo de produção. Uma baixa oferta em infraestrutura portuária causa alta cobrança de preço da cabotagem, maior tempo de carga e de descarga, rotas limitadas, baixa qualificação de pessoal e frota de carretas, balsas e empurradores sem renovação. Isso tudo acaba gerando um custo elevado.”

Para Ana Maria Souza, o Amazonas tem muito a ganhar com um porto novo. Ela aposta em quatro fatores para justificar sua opinião: rapidez na entrada e saída das cargas, presteza nas informações com a adoção do Porto Sem Papel, menor custo na cabotagem e menor custo nas navegações de longo curso.

“Isso proporcionaria maior fluxo na atividade tanto do suprimento de matéria-prima quanto no escoamento dos produtos, com preços mais competitivos, tendo em vista que 60% do escoamento do Polo de Manaus ocorre por cabotagem e longo curso”.

Com as informações, o site Portogente

Por Marcus Lotfi

Deixe uma resposta