São Tomé e Príncipe – Recuperação de combustível de navio naufragado começa ainda esta semana

0

O ministro das Obras Públicas e Recursos Naturais são-tomense disse hoje (quarta-feira) que as operações para evitar o derrame de gasóleo do navio Micau, afundado em 23 de Julho ao largo do porto de São Tomé, poderão começar ainda essa semana.

“Na pior das hipóteses no domingo. Mas queremos que as coisas comecem ainda antes de domingo. Recordo que a data e o momento da operação serão decididos pela empresa”, disse Carlos Vila Nova.

Para o governante são-tomense, é necessário que toda a operação “decorra em segurança”. Por isso, o Governo promete “acompanhar a situação” para se evitar que “aconteça o pior”.

O governante afirmou ainda que “nesta primeira fase são cerca de 7500 dólares” que o Estado vai gastar com a empresa “que já foi contactada para retomar os trabalhos logo que os últimos procedimentos administrativos estejam concluídos”.

O ministro confirmou o derrame do óleo do motor da embarcação Micau, mas minimizou os efeitos ecológicos do referido derrame.

“Tecnicamente, pelo que me foi dado a conhecer, trata-se de um derivado da vavolina 40 que, em quantidade, e pela sua composição, não constituiria danos gravosos para o ambiente”, explicou Carlos Vila Nova.

O navio Micau, de bandeira cabo-verdiana, afundou a 1,5 milhas da ponta da pista do aeroporto internacional de São Tomé e a uma profundidade de aproximadamente cinco metros.

O representante da PESCAATLÂNTICO, empresa que vai executar os trabalhos, diz que está tudo preparado para dar “resposta positiva à solicitação do Governo sem qualquer consequência ambiental”.

Ainda essa semana, uma equipa de “oito homens em diferentes especialidades, equipados com materiais de mergulho e outros meios técnicos adequados” vão iniciar os trabalhos de recuperação dos 20 mil litros de gasóleo, exercício considerado pela PESCAATLANTICO de “grande risco”, tendo em conta “a instabilidade do mar nessa época do ano”.

Saiba mais sobre o ocorrido:

Navio Afundado começa a derramar combustível na costa de São Tomé e Príncipe

Com as informações – Angola Press

Por Rodrigo Cintra

 

Deixe uma resposta