Logística da SEP

0

Os portos brasileiros operam 95% do volume total das importações e exportações do País. Ao mesmo tempo, o forte crescimento econômico verificado nos últimos anos aumentou o fluxo de mercadorias nos portos (mais de 10% por ano). Dois fatores que deixaram claro para o ministro Pedro Brito, da Secretaria de Portos (SEP), a necessidade de um planejamento adequado do setor portuário para suportar evoluções econômicas do País.

É com essa preocupação que a SEP lançou o Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP) a partir do levantamento de algumas dificuldades básicas do setor, como a complexidade da legislação portuária que precisa de uma nova estrutura uniforme, com a divisão clara de tarefas e responsabilidades entre entidades públicas e privadas.

Outro ponto a ser alcançado pelo PNLP é a definição de um modelo de gestão pública portuária que torne os portos mais rentáveis, competitivos, autossustentáveis, menos dependentes de fundos externos e mais autônomos.

Segundo cronograma da SEP, a primeira fase do PNLP começa no dia 30 próximo com a formação de um diagnóstico do setor portuário nacional. No dia 30 de dezembro, será a fase 1.b com o Plano Emergencial e a atual situação nos portos. Em março de 2011, é a fase 2, do Prognóstico e Tendências (projeções de volumes). Em setembro do mesmo ano, será apresentado o PNLP e em março de 2012 serão implantados master plans em 12 portos.

Por solicitação de empresas interessadas, a SEP alterou para 12 de novembro de 2010 o prazo da entrega dos projetos para a contratação dos estudos referente ao Porto Novo de Manaus.

Com as informações – Porto Gente

Por Rodrigo Cintra

 

Deixe uma resposta