Empresas exploram insumos para fertilizantes em alto mar

0

Mais de mil requisições de pesquisa mineral foram realizadas neste ano com objetivo de explorar o oceano em território brasileiro.

Em 2009 foram 700 pedidos, quantidade bem maior que os 80 requerimentos de 2008. De acordo com o chefe da Divisão de Geologia Marinha do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Kaiser Gonçalves de Souza, a apetite das empresas tem sido motivado principalmente pelo aumento da demanda por fertilizantes – impulsionado, por sua vez, pelo crescimento da produção de alimentos.

De acordo com o pesquisador, cerca de 80% dos requerimentos para explorar o mar brasileiro tratam de pesquisa para sais de potássio. A maior procura, segundo ele, ocorre no litoral do Espírito Santo, na mesma região onde petroleiras exploram petróleo no pré-sal. O insumo está presente na camada de sal que, naquela região, pode alcançar cerca de três mil metros de espessura. Outro ponto procurado é o litoral sul da Bahia.

Sem citar nomes, Souza afirmou que uma empresa brasileira e outra canadense estão solicitando pesquisas. Outras substâncias minerais estão na mira de várias outras empresas de pequeno e médio porte. Nenhuma grande mineradora teria se manifestado ainda pela exploração em mar, segundo Souza. O pesquisador informa que muitas empresas já conseguiram aval do governo brasileiro, mas não informa quantas.

A pesquisa mineral no mar já ocorre há décadas no Brasil. A licença para realização de pesquisas depende de aval do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), do Ministério do Meio Ambiente (especificamente do Ibama) e da Marinha do Brasil. Souza participou de almoço-palestra na Câmara Britânica, no Rio.

Com as informações – Sabrina Lorenzi, do Portal IG

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta