WEG vai equipar as primeiras embarcações diesel elétricas construídas pela CBO

1

A WEG fechou acordo com a Companhia Brasileira de Offshore – CBO, para fornecimento do pacote elétrico dos quatro navios de apoio a plataformas que a empresa ganhou em licitação da Petrobras, realizada em 2009. O contrato possui em seu escopo os geradores do grupo-diesel, motores de propulsão principal e lateral, todos os painéis elétricos – incluindo os variadores de velocidade refrigerados à água tipo regenerativo – transformadores de distribuição e o sistema de gerenciamento de energia.

“Estas serão as primeiras embarcações com design Ulstein “X BOW” a serem construídas no Brasil. Dos quatro navios, dois serão do tipo PSV 3000 e dois 4500”, explica Marcos Menezes, chefe do departamento Naval e Tração Elétrica da WEG.A WEG foi acionada para participar do projeto por oferecer a mais completa linha de produtos brasileiros para a indústria Naval e Offshore. Além do fornecimento dos equipamentos, a companhia também ficou responsável pela integração dos demais sistemas do navio e pela manutenção dos produtos.

“A exigência do projeto por propulsão diesel elétrica fez com que buscássemos um parceiro capaz de oferecer alta tecnologia. E a WEG é a empresa que além de nos atender tecnicamente, vai nos dar suporte na manutenção da embarcação depois que ela entrar em operação”, enfatiza Alfredo Naslausky, Diretor da CBO.
Outro fator que levou a CBO a optar por produtos WEG foi o fato de os equipamentos serem produzidos no Brasil, uma política que vem sendo adotada desde o início da renovação de sua frota.

Sr. Werner Ricardo Voigt, um dos fundadores da WEG, recebe Sr.Alfredo Naslausky, Diretor da CBO e sua equipe, numa visita a fábrica da WEG em Jaraguá do Sul/SC

“Quando a WEG resolveu trabalhar com a área marítima nós não apostávamos que a empresa dedicaria tamanha atenção ao setor, pois esse era apenas mais um segmento, perto de todo o universo que ela atende. Mas ela surpreendeu e está mostrando para o mercado que essa decisão foi planejada e veio para ficar”, declara Alfredo Naslausky.

Os painéis elétricos WEG estão sendo fabricados de acordo com o design do projetista, para atender os altos níveis de exigência da CBO. Com a utilização dos azimutais com passo fixo, os variadores de velocidade, equipamentos desenvolvidos especialmente para atender às necessidades navais, principalmente no que diz respeito aos níveis dos ruídos harmônicos, acionarão os motores de propulsão principal do navio. Assim que concluídos os equipamentos seguirão para o Estaleiro da Aliança, onde os navios estão sendo construídos.

Design da Ulstein é inovador

 

“A conquista desse contrato solidifica ainda mais a presença da WEG no mercado marítimo e mostra que a empresa está cada vez mais preparada para atender às necessidades desse segmento, que possui características bem específicas e exige profissionais qualificados que entendam estas aplicações”, acrescenta Menezes.

Há mais de 30 anos no mercado, a CBO é uma empresa de navegação do setor de apoio marítimo às plataformas de petróleo, com capital 100% nacional. Sediada no Rio de Janeiro, a empresa faz parte do Grupo Fischer, um conglomerado brasileiro que atua em diversos segmentos e países. Atualmente possui uma frota de 17 embarcações de apoio, que hoje operam na costa brasileira, além de oito outras em construção.

Por Rodrigo Cintra

1 COMENTÁRIO

  1. esse caminho que vem seguindo…a CBO…faz nós orgulhar de ser brasileiro…é acreditar que nao muito longe….seremos absoluto no nosso país….afinal ele é nosso…respeito os compatriotas…estrangeiros…mais estamos na nossa casa…devemos vestir a nossa camisa..primeiro..

Deixe uma resposta