Governo do Paraná abre sindicância no Porto de Paranaguá

0
377

O Governador Beto Richa determinou nesta quarta-feira (19/01) que a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) suspenda todos os contratos e promova auditorias para apurar as denúncias que surgiram nas últimas semanas em relação a operação do Porto de Paranaguá. Ele disse que é inadmissível que o principal porto marítimo da região Sul tenha chegado a esta situação por má administração.

O Superintendente dos Portos, Airton Vidal Maron, já baixou uma portaria para auditar todos os contratos firmados em administrações anteriores e que estão sendo investigados pela Polícia Federal dentro da Operação Dallas.

A portaria determina ainda que sejam auditados todos os contratos – também firmados em gestões passadas – e que estão sendo questionados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Com relação às investigações da Polícia Federal sobre o desvio de cargas, a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina informa que já vem trabalhando no aprimoramento da segurança no embarque de mercadorias.

Uma das medidas é a criação de um novo sistema de pesagem de cargas, em consonância com as exigências da Receita Federal, e que já está em fase de projeto que deve ser concluído nas próximas semanas. O objetivo é ampliar a segurança nas operações portuárias com granéis.

Sobre as prisões efetuadas pela Polícia Federal em função da Operação Dallas, a Appa esclarece que nenhum dos detidos é funcionário desta Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina.

Com as informações – Porto S.A.

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta