TCU quer esclarecimento de gastos da Petrobras em 60 dias

1
467

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu prazo de 60 dias para que a Petrobras solucione os problemas de sobrepreço e revisão indevida de 13 contratos para a construção de cinco plataformas na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, segundo informações publicadas nesta sexta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com a publicação, o tribunal acredita que a estatal tenha gastado pelo menos R$ 347 milhões a mais do que deveria com o projeto. Mesmo existindo uma proibição de qualquer reajuste de preço nos contratos, os valores foram corrigidos para compensar as perdas dos parceiros da Petrobras pela valorização do real ante o dólar.

Segundo o jornal, o TCU determinou que a estatal apurasse todos os valores pagos a mais decorrente de reajustes econômico-financeiros nos contratos devido variação cambial. O tribunal pede ainda que a Petrobras não pague o que falta ser quitado aos parceiros para compensar os valores pagos a mais e ainda exige que todas as garantias dadas nos contratos sejam executadas.

Estão envolvidas no processo as plataformas P-51 e P-52, a conversão de dois navios petrolíferos nas unidades P-50 e P-54 e a adaptação da P-47, cujos investimentos somam R$ 2 bilhões. Contudo, apenas na P-52, orçada em R$ 1,8 bilhão, o TCU detectou superfaturamento de US$ 195 milhões.

Com as informações – Terra

Por Rodrigo Cintra

1 COMMENT

  1. Poderiam também avaliar os tres contratos de manutenção das plataformas da UO-BC, UO-RIO e UO-ES, emque apenas 3 empresas tetem a grande maioria das unidades, e que agoram pleiteiam recursos junto a petrobras, alegando prejuizos!!!!
    Contratos corretamente orçados, serviços corretamente remunerados!!!

Deixe uma resposta