EBX divulga balanço super positivo de 2011

1
603

O ano de 2011 foi positivo para o Grupo EBX, com importantes conquistas alcançadas pelas suas cinco companhias abertas (MMXLLXMPXOGX e OSX) e com o lançamento de novos empreendimentos. Ao longo do ano, a holding expandiu seu leque de atuação com a criação de três novas empresas: SIX, AUX e NRX-NEWREST. Ao todo os investimentos do grupo somam US$ 15,5 bilhões entre 2011 e 2012 no Brasil, com geração de cerca de 20 mil postos de trabalho.

Para as cinco companhias listadas no Novo Mercado da BOVESPA, 2011 foi um marco. A MPX dobrou de tamanho com mais de 1.500 MW de energia comercializada e iniciou a implantação da UTE Parnaíba, no Maranhão, com capacidade total de 3.722 MW. A empresa também inaugurou a primeira usina solar de geração de energia em escala comercial do Brasil, a Usina de Tauá, e já se prepara para ampliação de sua capacidade.

Já a MMX obteve a certificação de 997,4 milhões de toneladas de reserva mineral na unidade Serra Azul, que está em expansão. Em 2011 também adquiriu o Superporto Sudeste, no Rio de Janeiro, e assinou contratos com a Mineração Usiminas, para a operação da Mina Pau de Vinho, e com a MRS, para o transporte de minério de ferro produzido no quadrilátero ferrífero (MG) até o Superporto Sudeste.

Em 2011, a OGX firmou contrato com a Shell para venda das duas primeiras cargas referentes à produção de petróleo da acumulação de Waimea, naBacia de Campos, que terá início em janeiro de 2012. Ao longo do ano, a empresa também bateu a marca de 70 poços perfurados, obteve a declaração de comercialidade para dois campos produtores de gás natural na Bacia do Parnaíba e recebeu Licença Prévia e Licença de Instalação para o Teste de Longa Duração (TLD) e desenvolvimento da produção em Waimea.

Para a OSX, 2011 foi um ano de grandes realizações e conquistas. Em julho foram iniciadas as obras da Unidade de Construção Naval do Açu (UCN Açu), o maior estaleiro das Américas, baseado no Complexo Industrial do Superporto do Açu. Já o FPSO OSX-2 obteve financiamento da ordem US$ 850 milhões junto a um sindicato de bancos nacionais e internacionais. Em outubro foi inaugurada a frota de unidades de produção offshore da OSX, com a chegada ao Rio de Janeiro do FPSO OSX-1.

Quanto à LLX, a empresa segue em ritmo avançado com as obras do Superporto do Açu, em construção em São João da Barra (RJ), que será o terceiro maior porto do mundo e o mais importante polo de apoio para a indústria de petróleo e gás do Brasil. Este ano foi concluído o terminal offshore TX1 e já começou a construção do terminal onshore TX2. Ao longo de 2011, a LLX firmou importantes contratos com companhias interessadas em se instalar no local, como NKTF, Technip e Intermoor.

O ano também foi de ampliação das atividades da EBX, com a criação de três novas empresas. A SIX é a empresa de tecnologia do grupo, atuando na área de automação industrial e pesquisa; enquanto a AUX lida com mineração de ouro. A mais recente é a NRX-NEWREST, joint venture do Grupo EBX com a empresa internacional de catering Newrest, que tem 15 anos de experiência e atuação em 46 países. O Grupo EBX, através da REX, sua empresa de desenvolvimento imobiliário, lançou em 2011 o R3X Corporate Leblon, um sofisticado e exclusivo centro empresarial na Zona Sul do Rio. E criou o RJX, time masculino de vôlei do Rio de Janeiro que estreou na Superliga.

Sustentabilidade e responsabilidade social 

Para reafirmar seu compromisso com o meio ambiente, o Grupo EBX lançou seu Plano de Sustentabilidade este ano, em que foram adquiridas mais 21 licenças ambientais, totalizando mais de 120 licenças obtidas até hoje. Já entre os projetos sociais, o grupo lançou o programa Vila da Terra, um modelo inédito de reassentamento rural para 90 famílias; apoiou a criação de escolas de vôlei do projeto Bernardinho em cinco comunidades pacificadas do Rio; apoiou a construção do Pro Criança, um hospital de ponta para tratar crianças com doenças cardíacas; e deu continuidade ao programa Igualar, que incentiva a contratação de pessoas com deficiência e a igualdade de oportunidades.

Por Redação Portal Marítimo

1 COMMENT

  1. REALMENTE,O BRASIL ESTA DE PARABÉNS.
    POR TER UM GRANDE EMPRESARIO COMO
    VOCÊ. NÃO O CONHEÇO,MAS SINTO MUITO
    ORGULHO DE SER BRASILEIRO,POR TER
    VOCÊ COMO UM GRANDE EMPRESARIO
    ASIMA DE TUDO UM BRASILEIRO.

Deixe uma resposta