Barcarena – Barco de passageiros é apreendido e Comandante é preso

4
531

O tempo chuvoso, somado à embarcação com excesso de passageiros, resulta em perigo de naufrágio. Por isso, a Marinha do Brasil atendeu denúncia anônima, na manhã de ontem, e fez a abordagem do navio Almirante do Mar que saiu de Belém e tinha como destino Macapá. Foi feita a contagem dos passageiros e foi constatado o excesso. O comandante da embarcação foi preso e apresentado na Delegacia de Polícia Fluvial.

A embarcação saiu de Belém às 10h com destino a Macapá, mas após 40 minutos de viagem, quando o navio estava no rio Carnapijó, em Barcarena, os militares da Marinha do Brasil realizaram a averiguação. “Nós recebemos a denúncia da Capitania dos Portos e realizamos a abordagem na embarcação, fizemos a contagem e constatamos o excesso de passageiros”, disse o Tenente França.

Com relação ao perigo, o tenente informou que era de alto risco. “Com certeza nós evitamos uma situação de risco, pois com o excesso de passageiros falta equipamento de segurança para todos, e nesse período de chuva se torna mais perigoso”, explicou o Tenente.

O Comandante Manoel Noronha dos Santos, responsável pela embarcação, foi apresentado na Delegacia de Polícia Fluvial e foi autuado em flagrante por atentado contra segurança de transporte. O Delegado Samuelson Igaki informou que a vida da tripulação e dos passageiros estava em risco.

“É importante que tanto os comandantes como os proprietários das empresas de embarcações fiquem atentos para isso, pois estão lidando com vidas e ainda mais nesse período chuvoso a situação se torna mais complicada”, declarou o Delegado.

Manoel Noronha disse que foi surpreendido pela Marinha do Brasil, pois não sabia que a embarcação estava com excesso de passageiros. “Eu não sabia disso, tanto que a lista que eu assinei estava com a quantidade correta, até porque eu confiei na listagem repassada”, declarou o comandante que já foi detido em 2006 pelo mesmo crime.

Com as informações – Diário do Pará

Por Rodrigo Cintra

4 COMMENTS

  1. ate quando teremos este tipo de denuncia graças a deus que o pior não ocorreu .
    deve-se não só prender os tripulantes como o armador da embarcação também e mais retirar licenças de operações de todos. cadeia neles!!!!!

  2. A lista de passageiros poderia até está correta. Mas quem conferiu ela? A verdade é que falta tripulação para esses barcos. As empresas de navegação não podem economizar neste quesito. Os passageiros por outro lado devem ser mais exigentes, ao entrar no barco exigir um briefing de segurança, saber onde estão os coletes a quem recorrer num incidente. Tá tudo errado! Mas nessas horas só sobra pro comandante, é mais fácil culpar só um.

  3. A navegacão no Estado do Parà è muito difìcil, e mais difìcil ainda è ter de aceitar a forma com que os fluviàrios são tratados. Os propietàrios das empresas não dão a mìnima para legislacão e regulamentos, eles querem saber apenas do dinheiro.
    È essa situacão que aflinge o pessoal que trabalha embarcado, pois, alèm de ganharem pouco, e diga-se de passagem, tem deles que assinam o recebimento de um valor no contracheque, e recebem atè 30% a menos, têm de conviver com determinadas humilhacões.
    Naquela região as pessoas têm medo de perder o emprego, e sob ameacas de ficar desempregado, arriscam sair com a embarcacão com excesso de peso, colocando em risco a vida das pessoas, a MB e a CPAOR, deveriam trabalhar em conjunto com o MINISTÈRIO PÙBLICO para averiguar esta questão, digo isto por experiência.

    Vale ressaltar que a maioria das empresas de navegacão daquela àrea (REGIÃO NORTE), pertence a POLITICOS que por falar nisso, ESTÃO IMPEDIDOS DE CONCORRER A ELEICÕES por que seus “FAMOSOS NOMES” estão incluìdos no FICHA SUJA.

  4. Isso é lamentavel, pois todo dia acontece acidentes devido falta de responsabilidades por parte de alguns… no dia 4-2-2012 cai da balsa um rapaz que segundo testemunhas não foi socorrido por salva-vidas que estavam na balsa… que negligencia é essa? Segundo pesquisas, as balsas percorrem quilometros, dias e não tem segurança nenhuma para os passageiros? Quem responde por essas vitimas e para suas familias?
    Ate quando essa negligencia ira acontecer?…….

Deixe uma resposta