Alerta – Falha em sistemas de governo de embarcações relacionada a potenciômetros

2
682

Devido a um incidente envolvendo perda de governo por um graneleiro registrado sob a bandeira das Ilhas Marshall, o Conselho de Segurança nos Transportes do Canadá (Ttransportation Safety Board – TSB) emitiu um alerta de segurança.

A informação obtida indica que o navio perdeu o governo quando um potenciômetro de um dos servomotores falhou quando o leme estava a 10 graus para Boreste, o que acabou resultando num encalhe.

Após avaliações, descobriu-se que havia um memorando que fora distribuído pelo fabricante do sistema de controle, informando que os potenciômetros deveriam ser trocados a cada cinco anos em equipamentos similares de governo de embarcações.

Esse memorando não foi encontrado a bordo e esta informação não estava disponível no Manual de Instruções da Máquina do Leme. Também não havia nenhum documento evidenciando que o potenciômetro havia sido trocado desde a construção do navio, em 1986.

A Lloyds Register está agora procurando por esta falha em sua base de dados e identificou um considerável número de falhas semelhantes nos últimos cinco anos. Essas falhas aconteceram em vários modelos de Máquina do Leme e a maioria dele após mias de cinco anos de serviço.

Fica a recomendação para os armadores e operadores assegurem-se de que todos os boletins de serviço estejam arquivados a bordo e que os procedimentos de manutenção adequados estão sendo feitos nos potenciômetros dos sistemas de governo de suas embarcações.

Por Rodrigo Cintra

2 COMMENTS

  1. Muitas empresas marítimas preferem economizar em não de obra. Não contratam eletricista que poderiam realizar as manutenções preventivas e evitar esses tipos de problemas.

  2. Em automação ,de um modo geral, diversos equipamentos depedem dos potenciômetros,(feedback,indicação,controle),e todos com uma vida útil.Regulamentar e controlar, de forma responsável este componente,evitaria não só os acidentes,como seria mais um grande aliado a vida útil de equipamentos vitais para a indústria e navegação.
    Já estou no meio a mais de vinte e cinco anos e sei do que se trata.
    Mauro Bazbuz.

Deixe uma resposta