Petrobras vai negociar com nossos "hermanos"

1
464

Autoridades da Petrobras vão a Buenos Aires na próxima segunda-feira para se reunir com o Ministro do Planejamento, Julio De Vido, e representantes do governo de Nequén, que esta semana cancelou uma concessão de exploração de petróleo da estatal. Segundo informação divulgada pela agência de notícias estatal Télam, De Vido buscará mediar o conflito entre a empresa e o Governo Provincial argentino.

Fontes mencionadas pela agência argentina asseguraram que “nossa vontade é estabelecer uma mesa de diálogo para buscar pontos de coincidência e uma saída de consenso, sempre tentando potenciar ao máximo os investimentos nas jazidas, manter a produção e recuperar o autoabastecimento”. De acordo com a Télam, após o a anúncio da decisão de Nequén, colaboradores do ministro De Vido conversaram com o Diretor de Exploração e Produção da Petrobras Argentina, Benicio Frazão.

No encontro da próxima segunda-feira estará presente o ministro de Hidrocarbonetos de Neuquén, Guillermo Coco. Procurado pelo GLOBO na última quarta-feira, Coco não foi localizado já que, segundo seus assessores, “estava no interior da província sem acesso a um celular”.

Governo brasileiro foi pego de surpresa

Nas últimas semanas, Neuquén, como fizeram outras cinco províncias argentinas, cancelou concessões da Repsol-YPF, empresa que enfrenta fortes rumores de estatização por parte do Governo de Cristina Kirchner.

O Governo brasileiro foi pego de surpresa pelo anúncio do cancelamento da área de concessão em Neuquén, na Argentina. Os dois vizinhos vinham negociando mais investimentos brasileiros no setor de petróleo e gás em território argentino. A própria Presidente Cristina Kirchner havia feito, no início de março, durante encontro com o Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, em Buenos Aires, um apelo pedindo maior participação da estatal brasileira em seu país.

Com as informações – O Globo

Por Rodrigo Cintra

1 COMMENT

  1. Quem Vai Reembolsar os Investimentos ou Apresentem os Contratos Firmados pois os da Petrobrás Possuem Previsões de Cancelamento por diversas Modalidades de Ocorrências!!!

Deixe uma resposta