Marinha do Irã resgata navio das mãos de piratas

0
414

A Marinha do Irã libertou nesta sexta-feira os 28 tripulantes de um cargueiro propriedade de uma empresa chinesa em águas internacionais ao sul da cidade iraniana de Bandar Yask e deteve os nove piratas somalis que tinham sequestrado a embarcação, informou hoje a agência local Fars.

“O navio chinês libertado é o Xianghuamen, com 28 tripulantes a bordo e bandeira de conveniência do Panamá”, disse à agência Said Izadian, Subchefe da Organização Marítima e Portos do Irã.

O navio foi sequestrado ontem de manhã pelos piratas somalis no Golfo de Omã, nas proximidades das cidades portuárias iranianas de Chabahar e Bandar Yask, explicou a fonte. O mercante libertado, segundo Izadian, tinha como destino o porto Imame Khomeini, no sul do Irã.

A Marinha iraniana começou suas operações contra a pirataria somali no Oceano Índico e no Golfo de Áden em 2008, após o sequestro do cargueiro MV Delight, contratado pelo Irã.

Navios de guerra de mais de 30 países patrulham as águas da zona próxima à Somália para tentar evitar as ações dos piratas na área, pela qual passam algumas das rotas marítimas mais transitadas do mundo.

Com as informações – EFE

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta