Brastec compra SAS e entra na disputa no Mercado Offshore

0
716

 

A Brastec Technologies S.A, empresa brasileira, fabricante  de equipamentos para fabricação e manuseio de tubos flexíveis, está comprando 100% do capital da holandesa SAS, empresa líder offshore no fornecimento de equipamentos de alta qualidade para embarcações no mercado de óleo e gás.

A aquisição viabilizará a complementação na área de produtos, serviços e engenharia e trazendo “know how” para  projetos offshore  que necessitam de conteúdo local.

Enquanto a empresa brasileira fabrica equipamentos para produção de tubos flexíveis, base logística e manuseio, a empresa europeia, SAS fabrica equipamentos para manuseio e lançamentos offshore de tubos flexíveis e rígidos além de  guinchos embarcados (Offshore) de grande porte.

Com a aquisição, a Brastec quadruplicará de tamanho. Seu faturamento, que já iria duplicar este ano, crescerá mais duas vezes com a operação de compra. Desta forma, a expectativa é que seu faturamento ultrapasse os USD 180 milhões de dólares , já em 2012. A aquisição resultará na criação de uma empresa multinacional brasileira com alcance global, bem posicionada para atender a demanda mundial por equipamentos onshore e offshore.

A operação tornará possível que uma série de equipamentos que ainda não são fabricados no Brasil, passe a ser produzidos aqui como, por exemplo, torre de lançamento  para PLSV e guinchos de ate 500 toneladas para o lançamento e manuseio de tubos em águas profundas. Além disso, a Brastec passará a ter uma base de operações localizada na Europa – o que facilitará o atendimento a clientes europeus e asiáticos no mercado de produtos não embarcados (Brastec) e embarcados (SAS). Já a moderna tecnologia da SAS será incorporada à que a Brastec já possui, permitindo a fabricação de equipamentos inéditos no país com conteúdo local.

“A revolução que o pré-sal está criando impactos no Brasil e no mundo. Com esta operação, damos um grande passo para quadriplicar de tamanho em 2012. Neste contexto, a entrada do Óleo & Gás FIP – gerido pelo Modal – como nosso sócio minoritário, iniciou uma nova fase de crescimento, fortalecendo nossa estrutura de capital e dando suporte na realização desta aquisição ”, afirma Fábio Romano, Presidente da Brastec.

“Estamos seguindo o mesmo caminho que a Noruega seguiu no passado. A descoberta do pré-sal, vai viabilizar a formação de novas multinacionais brasileiras, detentoras e geradoras de tecnologia e empregos. A nova empresa resultante da aquisição tem o objetivo de se tornar uma referência mundial de qualidade e know-how.” Afirmou, John Michael Streithorst, Executivo do  Banco Modal.

Os tubos flexíveis são essenciais para viabilizar a atividade de exploração offshore de petróleo e gás. Dados da ONIP (Organização Nacional da Indústria do Petróleo), é de 17 mil km nos próximos anos, sendo que a capacidade instalada no Brasil atualmente é um pouco mais de 750 km/ano. Como fabricante de equipamentos para produção e manuseio dos tubos flexíveis, a Brastec se beneficiará diretamente de investimentos neste mercado.

Com as informações – Redação Portal Marítimo

Por Rodrigo Cintra

 

Deixe uma resposta