Empurrador Prudente, da Camorim, foi içado do fundo da Baía de Guanabara

0
647

O empurrador Prudente, que naufragou próximo à ponte Rio-Niterói neste sábado (9), foi içado, segundo o Inea (Instituto Estadual do Ambiente). Entretanto, o rebocador que também afundou ainda não pode ser resgatado.

As embarcações naufragaram na baía de Guanabara por conta da forte ressaca, com ondas de até 2,5 m, que atinge o Rio. Não houve vítimas. As informações iniciais eram de que se tratava de dois rebocadores.

O empurrador operava em apoio à plataforma da Odebrecht e pôde ser içado devido às condições de estrutura da embarcação e por ter menor porte.

Já o rebocador registrado na Bahia, que naufragou nas proximidades da ilha de Mocanguê, não tem previsão de resgate. Além de ser uma embarcação de maior porte, as condições do tempo e a ressaca não são favoráveis para realizar a operação.

Equipes do Plano de Contingenciamento da Baía da Guanabara, compostas por técnicos do Inea (Instituto Estadual do Ambiente), da Capitania dos Portos e da Hidroclean, empresa para controle de acidentes ambientais, monitoram as áreas dos dois acidentes, a fim de evitar que ocorram vazamentos dos tanques de combustível das duas embarcações.

Ainda segundo o Inea, não foi constatado vazamento de óleo na região.

Com as informações – R7

Por Rodrigo Cintra

Deixe uma resposta