Porto do Açu pode receber multa de R$ 10 milhões por acidente ambiental

0
1495

O Inea vai multar em até R$ 10 milhões os responsáveis pelo vazamento de óleo que ocorreu na noite do dia 4 de maio, no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). O incidente aconteceu durante o transbordo de óleo entre as embarcações Windsor Knutsen e Seacross, que estavam a serviço da Shell.

De acordo com a petroleira, a operação de transferência foi interrompida imediatamente e o óleo derramado na área ficou contido entre as duas embarcações. Barreiras de contenção foram posicionadas em torno das embarcações antes da operação de transferência. A Açu Petróleo, que opera o terminal, concluiu no sábado pela manhã o recolhimento do óleo derramado.

“A utilização de cerco preventivo com barreiras durante as operações e o pronto acionamento das ações de resposta do terminal foram eficazes para a contenção e controle do incidente. A empresa reafirma que continua empenhando esforços em atividades de monitoramento da região marítima e costeira no entorno do terminal, incluindo a fauna”, afirmou a companhia.

Na sexta-feira, uma equipe do Inea vistoriou a área. O órgão ambiental afirmou que não houve danos graves ao meio ambiente e que, no momento, avalia a dinâmica do acidente para multar os responsáveis.

O Porto do Açu recebeu cerca de 1.000 embarcações em 2016, sendo a maior parte de apoio offshore e para o setor de óleo e gás. Nos dois primeiros meses de 2017 foram registradas 224 embarcações nos dois terminais do porto, incluindo navios tipo capesize, suezmax, PSVs e plataformas, além de comboios formados por rebocadores e barcaças.

Fonte: Brasil Energia

Por Redação

Deixe uma resposta