Fugro Aquarius consegue extensão de contrato com a Petrobras e mostra a força de nosso Conteúdo Local

2
2849

Nesta terça-feira a Fugro anunciou ao mercado que conseguiu uma extensão dois anos em seu contrato com a Petrobras, e vai permanecer realizando a inspeção, reparo e manutenção de linhas e instalações submarinas.

O navio utilizado é o ótimo Fugro Aquarius, um barco de suporte a operações com ROV (RSV) de última geração, de bandeira brasileira, equipado com um sistema de DP Classe 2 da Imtech, tendo sido projetado pela Damen e construído no Brasil pelo Estaleiro Wilson Sons, no Guarujá, em São Paulo. Este projeto se destacou por envolver mais de 60% de conteúdo local e mais de 250 profissionais brasileiros, sendo um orgulho para nossa Indústria Naval.

O Fugro Aquarius é um dos maiores orgulhos de nossa Indústria Naval

O Fugro Aquarius possui 83 metros de comprimento por 18 metros de boca, acomoda confortavelmente 60 profissionaiscom uma impressionante autonomia de 8500 milhas náuticas.

Ele é capaz de operar em profundidades de até 3000 metros, é equipado com dois ROVs FCV 3000 de 150 HP e possui em sua popa uma “A Frame” com sistema de auto compensação capaz de operar com equipamentos de até 10 toneladas em mares em condição de até “mar 5” na escala Beaufort.

São dois ROVs de 150 HP dando todo o suporte às atividades do barco

A “cavalaria” é formada por dois belos propulsores azimutais de 1500 kW cada que levam o barco até 13 nós de velocidade, num sistema de propulsão diesel elétrica que conta com 5 geradores de 1350 KVA cada. Energia de sobra.

Complementando, o barco ainda possui dois propulsores transversais de proa, os nossos famosos “bow thrusters” com potncia de 750 kW cada.

E assim o Fugro Aquarius segue por mais dois anos, rumando para mais uma missão.

Se para Fugro é uma conquista, para os profissionais da empresa que trabalham direta e indiretamente com a embarcação também o é. Dois anos de trabalho garantido onde brasileiros mostram sua alta qualificação técnica a bordo de um barco de última geração construído no Brasil e pronto para entregar a Petrobras serviços de qualidade nível world class, dentro dos mais rigosos e exigentes critérios do mercado.

Parabéns a todos e fica aqui a nossa sensação de que nós podemos realizar projetos assim em nosso país, e até maiores.

Basta ter boa vontade e um mínimo de razoabilidade de todos os lados, Governo e empresários, que podemos ir muito longe. Passo a passo, uma coisa de cada vez e utilizando ao máximo a capacidade que já temos instalada em nosso país. Sempre com o pé no chão e sem devaneios que atrapalham demais o desenvolvimento e retomada de nossa Construção Naval.

Dá pra fazer muito bonito, queridos leitores.

Yes, we can?

NÃO…

O correto é: SIM, NÓS PODEMOS!

Por Rodrigo Cintra

2 COMMENTS

  1. Sem dúvida expertise temos para construir e desenvolver embarcações que atendam o apoio Marítimo bastam os investimentos no setor aumentarem.

  2. Constitui orgulho para nós brasileiros termos esse exemplo de capacidade técnica e força de trabalho.
    Labuto nos meios naval e marítimo há 40 anos como membro da Marinha do Brasil e, atualmente, como Eletricista Marítimo sempre de olho nos avanços tecnológicos e buscando melhorias no que tange à produtividade e a segurança.
    Parabéns.
    Genauro Santos.

Deixe uma resposta