Sabe-se da importância do Estado do Rio de Janeiro em relação à segurança energética do país, por ser o maior produtor de petróleo e gás natural, o maior gerador de energia térmica a gás e o único em geração nuclear, bem como sede das principais empresas
brasileiras e estrangeiras do setor energético.

Nesse sentido, torna-se relevante dotar o estado de um programa de mobilização da sociedade e de concentração de recursos para realização de ações estratégicas que fomentem o ambiente de negócios, gerando mais emprego e renda para a população
fluminense.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais – SEDEERI, realizou um diagnóstico minucioso das ações realizadas na gestão passada para o setor energético e identificou
a oportunidade de reestruturação do Programa Rio, Capital da Energia.

O Governador Wilson Witzel assina o Decreto no dia 28 de outubro, durante evento no Palácio Guanabara Foto: Philippe Lima

O novo decreto do programa foi atualizado com o intuito de se tornar funcional para o Estado do Rio de Janeiro, por meio de uma nova governança e diretrizes mais objetivas diante da realidade do país, menos burocrático e com direcionamento estratégico.

Através da reestruturação do Rio, Capital da Energia, será possível construir pela primeira vez um plano estadual de energia, a partir de fundamentos técnicos focados em segurança, transição e competitividade energética, alinhado com o governo federal, para auxiliar e orientar o planejamento energético do Estado do Rio de Janeiro nos próximos 10 anos.

Entre as suas principais ações, serão incorporados os desafios atuais do setor: o Novo Mercado de Gás, a modernização do setor elétrico, a transição energética, a diversificação da matriz, a atração da cadeia produtiva das fontes renováveis, a descentralização das
atividades da ANEEL no Estado do Rio de Janeiro, os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação, o combate às perdas de energia elétrica, o custo da energia e a retomada dos investimentos no estado.

Dessa forma, por meio das atualizações regulatórias, projetos e orientação estratégica desse programa, o governo estadual será capaz de estimular as vocações regionais e os potenciais energéticos em todo o território fluminense, retomando o protagonismo estadual no setor, fortalecendo o ambiente de negócios e o desenvolvimento econômico, e atraindo cada vez mais investimentos para geração de empregos e renda.

Faça o download do Programa Rio Capital da Energia clicando aqui.

Fonte: SECOM SEDEERI-RJ

Redação

Deixe uma resposta